FESTIVAL DE MÚSICA - INSCRIÇÕES

PAGAMENTO VIA CARTÃO
CLIQUE ACIMA E NA IMAGEM
PARA CONFIRMAR E SE INSCREVER

http://picasion.com/ 

  •                      CLIQUE NA IMAGEM PARA 
  •                   INSCRIÇÃO
  •      PARA PAGAMENTO A VISTA 
  •   ENTRE EM CONTATO CONOSCO
Fotos em Destaque
Comércio em Destaque
Estatísticas
Visitas: 9491 Usuários Online: 1


Baleado
Publicada em 20/03/18 às 17:18h - 8 visualizações
Após discussão, rapaz é baleado em meio a diversas pessoas no Largo da Ordem
Atirador fugiu e a vítima, mesmo em estado grave, disse aos policiais que sabe quem é.

Por Elizangela Jubanski e Daniela Sevieri em 20 de Março, 2018 as 08h03.


 (Foto: Por Elizangela Jubanski e Daniela Sevieri )

Diversas pessoas testemunharam um crime na noite desta segunda-feira (19), no Largo da Ordem, no Centro de Curitiba. Um jovem de 32 anos foi baleado três vezes depois de uma discussão que começou em um ponto de ônibus próximo. Outro homem que estava ao lado do alvo levou um tiro de raspão de braço. O atirador fugiu e a vítima, mesmo em estado grave, disse aos policiais que sabe a identidade do agressor.

A tentativa de homicídio aconteceu na rua Dr. Claudino dos Santos. De acordo com a Guarda Municipal (GM), dois homens discutiram brevemente. O atirador sacou uma arma e iniciou os disparos. Na tentativa de fugir, o alvo entrou em um dos bares do local e foi atingido.

"Ele foi baleado dentro do bar, nós estávamos em ronda, assim que passaram via rádio, a equipe veio aqui e confirmou o que aconteceu. O rapaz levou três tiros, um nas costas e dois no tórax", contou o guarda Castro Barbosa, acionado pela Central.

Ainda segundo o guarda, a vítima disse saber quem é o atirador. "Pelo que disse, ele sabe quem foi o atirador. Agora a polícia que vai investigar", finalizou.

Outro homem que estava nas proximidades também acabou ferido de raspão no braço e socorrido. O ferido foi socorrido pelo Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) com apoio médico ao Hospital Cajuru. Ele usava tornozeleira eletrônica e a polícia investiga se o uso do equipamento pode ter relação com o atentado. O caso seguirá investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).





Parceiros





Copyright (c) 2018 - Destaque Curitiba - Todos os direitos reservados